Aeroportos europeus comprometem-se a reduzir impactos no clima

Retirado do Público:

“Os responsáveis de 440 aeroportos de 45 países europeus, reunidos em Paris, comprometeram-se hoje a reduzir o seu impacto nas alterações climáticas ao reduzir as suas emissões de dióxido de carbono (CO2).

Reunidos por ocasião da 18ª assembleia anual da ACI Europe (Conselho Internacional dos Aeroportos), os dirigentes destes aeroportos, que representam 90 por cento do tráfego comercial europeu, definiram como objectivo tornar-se totalmente neutros em emissões de CO2.

Os membros da ACi Europe – entre os quais a ANA – Aeroportos de Portugal – definiram um calendário para a implementação, dentro de um ano, de um esquema de acreditação para permitir aos aeroportos europeus atingirem o objectivo das zero emissões. Esse sistema, de adesão voluntária, oferece uma plataforma para os aeroportos monitorizarem, relatarem e reduzirem as suas emissões.

Mas construir esta ferramenta não será fácil, tendo em conta a grande diversidade entre os aeroportos europeus. “Estamos a basear-nos nas experiências inovadoras já em curso em alguns aeroportos”, adiantou Olivier Jankovec, director-geral da ACI Europe.

“Para os aeroportos, o compromisso com a redução do dióxido de carbono, tendo como meta as zero emissões, é olhar para o futuro”, comentou Yiannis Paraschis, presidente da ACI Europe, em comunicado.

Segundo o Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC, sigla em inglês), as emissões totais de CO2 do sector da aviação contam com dois por cento para as emissões globais; desses as operações aeroportuárias representam cinco por cento.”