Animais domésticos no porão – TAP

Por razões de segurança, todos os animais que excederem as dimensões e/ou peso permitidos, viajarão como carga viva no porão, ficando estes sujeitos a disponibilidade de espaço e aplicando-se a tarifa de excesso de peso ou piece concept, consoante o destino.

O pedido deve ser efectuado na reserva, mencionando espécie animal, peso e dimensões do contentor pela seguinte ordem: comprimento, largura, altura.

Animais para Irlanda e África do Sul só possível como carga manifestada.

Animais reservados como AVIH (no porão), deverão ser apresentados dentro do contentor e o check-in feito ao mesmo tempo que o do passageiro.

A partir de 11 de Abril de 2011, as taxas de transporte para animais no porão terão os seguintes valores fixos:

AVIH
até 20kg + de 21kg
Domésticos  €        70,00  €      150,00
Europa/Marrocos/Argelia  €      100,00  €      200,00
Voos Intercontinentais  €      200,00  €      300,00

AVIH para Luanda

À partida de Lisboa para este destino só serão aceites animais reservados como carga. À partida de outros pontos, via Lisboa, poderão ser reservados como AVIH.

Exemplo dos procedimentos para reserva de um animal como carga à partida de Lisboa para Luanda:

1 – O cliente deverá fazer reserva prévia para o telefone 21 843 1140 e combinar com o Balcão TAP de Vendas Directas Carga (21 844 54 70) o momento da emissão da Carta de Porte, a aquisição do canil/gatil, o pagamento e a entrega do animal. este contacto deve ser inciado pelo menos duas semanas antes da viagem.

2 – Antes da entrega do animal, para qualquer dos voos, o cliente terá sempre que se deslocar ao Balcão da TAP – vendas directas de carga, dada a necessidade de emissão de um requerimento à Alfandega e emissão de carta de porte. Poderá fazê-lo atè às 13h00 de segunda a sexta-feira.

O canil/ gatil será entregue ao cliente, a carta de porte emitida e o pagamento efectuado.
A Carta de Porte ficará na posse do Supervisor dos Manifestos.

Entrega do animal

Para os voos de segunda a sexta-feira deverá entregar o animal até às 18h00, no balcão de vendas directas de carga – Hangar 2.

No dia de embarque, para os voos de Sábado e Domingo, 3 horas antes do voo, o cliente entrega o animal ao Handling Agent – GroundForce – que recolhe a Carta de Porte dos Manifestos e processa o carregamento.

Excepção

Continua a ser possível a aceitação de Service Animal (acompanhante de invisuais ou deficientes auditivos) em ambas as classes.

NOTA
a) Se já existir reserva, esta mantém-se e o animal é aceite no balcão de check-in.
b) Se não existir reserva, o cliente deverá ser informado no balcão de check-in, que é necessária uma reserva prévia e que a aceitação do animal para esse mesmo voo, ficará sujeita a disponibilidade de espaço. Dever-se-á confirmar se todos os documentos estão em conformidade.
c) Caso se trate do envio de um animal sem passageiro, a aceitação será sempre como carga e no destino sujeito a despacho aduaneiro.
d) Em qualquer situação, o levantamento no destino está sujeito ao pagamento de taxas às autoridades locais.

Para consulta das condições sanitárias sobre a circulação de animais de companhia sem carácter comercial de e para Portugal, a partir de países da UE e fora, visite o Site do Ministério da Agricultura e seleccione no menu de navegação a opção “Controlos Veterinários”.

Não são aceites AVIH em voos para ou transitando o Reino Unido. Consulte o site do “DEFRA” para mais informações.

Também não são aceites AVIH para a IRLANDA e AFRICA DO SUL.

Em caso de dúvida, deverá consultar a Direcção Geral de Veterinária.