Aviação: IATA prevê uso de biocombustíveis de 6 a 7% em 2020

Nova Iorque, 13 Out (Lusa) – A Agência Internacional de Transporte Aéreo (IATA) prevê um recurso a biocombustíveis de seis a sete por cento nos aviões até 2020, como forma de o sector reduzir as emissões de dióxido de carbono, anunciou hoje o presidente da instituição.

“Prevemos daqui até 2020 utilizar seis a sete por cento de biocombustíveis nos nossos sistemas”, afirmou Giovanni Bisignani, um dias depois de se reunir com o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

A IATA trabalha actualmente no desenvolvimento de biocombustíveis de segunda geração à base de algas, pinhão-manso e camelina, que podem ser misturados com o combustível de aviação regular.

Fonte: http://aeiou.expresso.pt/aviacao-iata-preve-uso-de-biocombustiveis-de-6-a-7-em-2020=f541256