Greve na TAP afecta 40 mil passageiros

“Os pilotos da TAP mantêm a greve para os dias 24 a 25 de Setembro, uma paralisação que deverá afectar 40 mil passageiros. Para reduzir o impacto desta greve a companhia aérea vai fretar aviões de outras companhias aéreas para assegurar os voos de longo curso.

Os pilotos da TAP estão a reivindicar aumentos salariais. Ainda ontem, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) afirmou que os pilotos da companhia portuguesa possuem o quinto nível salarial mais baixo em Portugal, atrás de outras companhias aéreas como a Easy Jet, a Ryanair e a SATA.

Como, até agora não houve acordo entre os sindicatos e a administração da empresa, a greve continua agendada para amanhã e para sexta-feira, com as previsões a apontarem para que 40 mil passageiros seja afectados, de acordo com “Público”.

Fernando Pinto, presidente da TAP, alerta, em declarações ao “Diário Económico”, para as reduções de postos de trabalho que estão a ser realizadas um pouco por toda a Europa e considera que “a greve na TAP torna difícil qualquer entendimento futuro”.

Fernando Pinto afirmou que “desde o início da crise, por suspensão, reestruturação ou redução das actividades, as empresas europeias viram-se obrigadas a dispensar mais de 65.000 trabalhadores, muito deles pilotos”.”

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=387871