Gripe A (H1N1) – Recomendações aos viajantes

No contexto do actual alerta pandémico relacionado com a gripe A(H1N1) e de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde e do ECDC (European Centre for Disease Prevention and Control), informam-se os viajantes de que não há restrições oficiais relativamente a deslocações.

A Direcção-Geral da Saúde recomenda que:

Antes de viajar
Se tiver alguma doença crónica, consulte o seu médico.

Durante a viagem e estadia
Adopte as seguintes medidas de prevenção da doença:
– Evite o contacto com pessoas doentes;
– Lave frequentemente as mãos com água e sabão ou toalhetes com solução de álcool;
– Evite tocar com as mãos nos olhos, nariz e boca;
– Cubra a boca e nariz quando espirrar ou tossir, usando lenço de papel, sempre que possível, e deitando-o no lixo de seguida;
– Limpe as superfícies sujeitas a contacto manual (como maçanetas das portas e corrimãos), com um produto de limpeza comum;

A observação destas indicações é igualmente importante em crianças.

Se ficar doente permaneça no hotel ou em casa e consulte o médico, se necessário.

A utilização de inibidores da neuraminidase (Tamiflu®, Relenza®) é uma decisão médica, baseada na avaliação do risco individual.

A vacina sazonal da gripe não protege contra a nova estirpe do vírus A(H1N1).

Depois de regressar
Se apresentar sintomas de gripe (febre alta de início súbito e tosse, dor de garganta, dores musculares, dores de cabeça, dificuldade respiratória ou
diarreia), dentro dos 7 dias após o regresso, ou se tiver tido contacto próximo com pessoas apresentando sintomas de gripe, deve permanecer em casa, ligar para Linha Saúde 24: 808 24 24 24 e seguir as instruções que lhes forem dadas.